Muito além das palavras

 
A verdade é que usar o nome de Deus em vão tem mais a ver com um estilo de vida incoerente do que com o uso de termos específicos ou proibidos. Mais importante que lavar a boca com sabão é ter um coração transformado.
Dos vários textos, princípios e ordens mal entendidos da Bíblia, o terceiro mandamento talvez seja uma dessas passagens que quase ninguém consegue explicar sem ser simplista. ⠀⠀
Quer dizer, todo cristão sabe que adoração somente a Deus, a maioria tem clareza do que é uma mentira e que matar é errado.
São realmente poucos que vão além de afirmar que não se pode jurar em nome de Deus ou que precisamos evitar usar o nome divino sem critério. E assim nos contentamos com pouco, muito pouco. 

Sim, é preciso tomar cuidado na forma como nos referimos a Deus, sobre Ele e as coisas dEle. Afinal, estamos nos referindo ao Senhor do quark (a menor partícula) e do cosmos. E só isso já deveria nos forçar a levar Deus a sério. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Para entender o mandamento temos que olhar para os detalhes, em especial para duas palavras: usar e nome. Na primeira está o grande segredo quando percebemos que ela significa carregar. E a segunda quando substituímos por reputação, um dos significados possíveis. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀

Não carreguem a reputação de Deus em vão. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀

O que isso significa então?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
1. Não usar o nome de Deus, Jesus ou o Espírito Santo como palavras ou fórmulas mágicas em nome de Jesus tal coisa vai acontecer.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
2. Não Adorar de coração vazio. Diminuir os versículos a mantras e repeti-los sem entendê-los ou obedecê-los.
 ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
3. Dizer que é cristão e viver, pensar e falar como um perdido. Levantar a bandeira do Reino de Deus como um adereço sem significado pessoal. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Que a Graça e a Palavra nos ensinem não apenas a crer, mas viver como um verdadeiro filho de Deus. 


Autor: Daniel Manzano

Comentários